O prefeito de Itabela e presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território da Costa do Descobrimento (CONDESC), Luciano Francisqueto (Republicanos), participou em Brasília, na terça (09) e quarta-feira (10), da Manifestação Municipalista realizada no Congresso Nacional. Na ocasião, também se reuniu com o ministro da Cidadania, João Roma, e com o senador baiano Ângelo Coronel.

O encontro com o ministro João Roma teve por objetivo buscar melhorias para o município. “Foi uma satisfação estar com o ministro João Roma, que é do Republicanos, partido do qual faço parte. Tivemos uma boa conversa e fiz algumas solicitações para Itabela. Em breve teremos grandes novidades”, disse Francisqueto.

VERBA DESTINADA À SAÚDE – O prefeito de Itabela fez ainda uma visita ao gabinete do senador baiano Ângelo Coronel (PSD), ocasião em que conseguiu R$ 1 milhão de empenho destinado à área da Saúde. “Esse valor vai agregar, de forma significativa, aos investimentos que já são feitos na saúde do município. A viagem a Brasília foi muito proveitosa. Com certeza, ainda teremos mais novidades”, ressaltou.

Luciano Franciqueto com o senador baiano Ângelo Coronel

MANIFESTAÇÃO MUNICIPALISTA – Proposta pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), a Manifestação Municipalista reuniu prefeitos de todo o Brasil. Dentre as pautas propostas pela mobilização estão a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que prevê o parcelamento dos débitos previdenciários, a PEC sobre o mínimo da Educação e o Projeto de Lei sobre a regulamentação do Fundeb.

No primeiro dia de manifestação, o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, enfatizou a importância do ato político em Brasília. “Só vamos conseguir juntos. É preciso que cada um faça a sua parte”, destacou.

Durante o evento, os prefeitos acompanharam os plenários e participaram de reuniões de bancadas estaduais e articulações nos gabinetes.

“Foi uma troca de experiências enriquecedora. Como prefeito de Itabela e presidente do CONDESC, estarei sempre buscando o melhor para a nossa região”, concluiu Francisqueto.