Início » Itabuna: Acusado de matar taxista é condenado a 22 anos de prisão

Itabuna: Acusado de matar taxista é condenado a 22 anos de prisão

Por marlonfm

Relembre o caso

O corpo do taxista Amintas Feitosa de Moura Ferreira, de 71 anos, foi encontrado na quarta-feira (21), em uma estrada rural perto de Itajuípe, no sul da Bahia. Amintas, que era de Itabuna, estava desaparecido desde a segunda-feira.

Segundo a Polícia Civil, o corpo estava amordaçado, sem roupas e tinha as mãos amarradas para trás. Ele foi localizado por policiais rodoviários federais na mesma região em que, no dia anterior, foram achados os documentos do taxista.

Amintas, que era taxista há mais de 20 anos, fez uma última corrida no fim da manhã da segunda, com dois passageiros, no centro comercial de Itabuna. Depois, não foi mais visto.

Um Siena encontrando carbonizado na zona rural de Itapitanga, também no sul baiano, pode ser o táxi dele.

A principal suspeita para o crime é de latrocínio, mas o caso ainda está sob investigação. Nenhum suspeito foi preso até agora.

Jarbas Silva Júnior confessou envolvimento no assassinato encontra-se preso no Conjunto Penal de Itabuna cumprindo a pena.

 

Compartilhe nas redes sociais

Escreva um comentário

error: Content is protected !!