Início » Judô e karatê brilham e Brasil chega a 99 medalhas em Rosário

Judô e karatê brilham e Brasil chega a 99 medalhas em Rosário

Por marlonfm

O Brasil conquistou mais seis medalhas (cinco de ouro e uma de prata) nos Jogos Sul-americanos da Juventude nesta quarta-feira, dia 4, em Rosário, Argentina, e chegou a 99 pódios na competição. O país lidera a disputa entre as 15 nações participantes do evento continental. Todos os seis representantes do Brasil nas duas modalidades individuais do dia chegaram às finais e garantiram medalhas. No judô, Bianca Reis (63kg), Mari Silva (78kg), Matheus Guimarães (81kg) e Jesse Barbosa (100kg) foram ouro. No karatê, Juan Rodrigues ficou com o ouro na categoria até 61kg, e Letícia Kato com a prata na 53kg.

Quem abriu o dia dourado do judô brasileiro foi Bianca Reis. A campeã pan-americana Sub-18 e Sub-21 no peso 57kg não se intimidou diante de possíveis adversárias mais pesadas, já que lutou no 63kg, em Rosário. Ela venceu Antonella Ludena (VEN), Constanza Perez (CHI) e Luciana Julca (PER), todas por ippon, para garantir o primeiro ouro do dia.

“Eu sempre falo que competições como essa são como se fossem uma Olimpíada em miniatura. Tem todos os esportes, a vila… Essa experiência me dá muito mais vontade de continuar treinando, competindo. Eu consegui fazer as coisas que eu estava treinando. Tem sempre o que corrigir, vou olhar minhas lutas depois. Mas, consegui botar meu ritmo, meus golpes, fiz lutas boas. Já tinha lutado com a peruana no Pan, não esperava que fosse ser tão rápido, mas foi uma final boa”, avaliou a judoca brasiliense da Academia Corpo Arte de Cultura Física.

Em sequência, Matheus Guimarães não deu chances a Jose Gonzalez (ECU) e projetou o adversário duas vezes para sagrar-se campeão sul-americano um mês depois de conquistar o ouro no Pan-Americano Sub-18. Nas preliminares, Matheus bateu Ramiro Pintos (URU) e Luis Pariche (VEN) até chegar à final.

“É um título muito importante para mim em um evento grande, que não acontece sempre. Vir aqui e trazer a medalha de ouro para o Brasil é super importante, tive diversos desafios para estar aqui, passei por uma fase ruim, mas me superei e estou aqui representando”, comemorou Matheus.

O terceiro ouro do Brasil veio com Mari Silva que, assim como Bianca, lutou uma categoria acima da sua de origem, o 78kg. Mas, isso também não foi problema para a brasileira, que dominou suas adversárias, vencendo Hanellys Espina (VEN) e Karen Agudelo (COL) para faturar a medalha de ouro. Mari também é a atual campeã pan-americana Sub-18 nos 70kg.

“Eu estava muito nervosa com essa competição, muito ansiosa. Vinha me preparando desde fevereiro quando soube que eu iria vir. E o que fica é gratidão e o sentimento de que eu quero mais. Tem Mundial esse ano ainda e eu quero trazer a medalha de ouro. Foi minha primeira competição com o COB, é um orgulho imenso fazer parte do Time Brasil”, disse a atleta do Club Athletico Paulistano (SP).

Por fim, Jesse James Barbosa (100kg) entrou determinado a manter o Brasil 100% no lugar mais alto do pódio e bateu Anthony Vargas (ECU) por ippon na grande final. Nas preliminares, o brasileiro já havia vencido Francisco Gonzalez (ARG) e Carlos Quinchen (CHI).

“Esse resultado é importante para mim, é mais um passo rumo ao Campeonato Mundial da Bósnia. Com todo o esforço que eu venho tendo, os dias têm sido árduos, mas está dando tudo certo. Fiz boas lutas e deu para sair com a medalha de ouro, a quarta medalha de ouro do Brasil”, concluiu Jesse, judoca da Umbra/Vasco, do Rio de Janeiro.

A campanha do carateca Juan Rodrigues na primeira fase do torneio em Rosário teve duas vitórias e uma derrota. A classificação do brasileiro para a final foi emocionante. Na semifinal, em desvantagem no placar, o brasileiro acertou um chute no argentino Juan Ignácio Gallardo no último segundo de luta e avançou para a decisão do ouro. O confronto final contra o venezuelano Nelson Meneses também foi vencido de virada.

“Essa medalha é resultado de muita superação, determinação e nunca desistir. Sempre vim sonhando, desde pequeno, com um titulo como esse. Sempre que eu traço um objetivo, corro atrás para conquista-lo. Muitos desistem antes da luta acabar, mas tive perseverança e acreditei até o fim. É um sonho realizado representar o Time Brasil em uma competição internacional”, destacou o cearense, de 16 anos.

Já Letícia Kato venceu todas suas três lutas na fase preliminar. Na semifinal, contra a equatoriana Karen Salinas, empate em 0x0 e decisão dos juízes favorável à brasileira. Na decisão, Letícia foi derrotada pela boliviana Sol Duarte por 1 a 0.

Nesta quinta-feira, o Brasil estreia em sete novas modalidades em Rosário: atletismo, badminton, boxe, handebol de praia, hóquei sobre a grama, skate e triatlo.

Compartilhe nas redes sociais

Escreva um comentário

error: Content is protected !!